Supersocialização de barzinho.

Num bar, encontramos vários tipos de pessoas diferentes: os mais tímidos, os amigos, os casais, os acasalandos, os amantes e, invariavelmente, os sociais. Os sociais são aqueles que estão lá, sempre sorridentes, conversando com tudo e todos, que sempre se levantam da mesa e saem pra falar com todo mundo, afinal o barzinho é um ótimo lugar para se socializar.

Um tímido não teria iniciativa para ir falar com alguém que não conhecesse bem. Os amigos provavelmente só se levantariam se vissem que a pessoa notou sua presença. Os casais e os acasalandos geralmente pouco estão se importando com os outros e os amantes não querem ser vistos [não sei nem porque eles estariam num barzinho juntos, mââs..]. Os sociais, entretanto, caçam as pessoas para conversar. Há a necessidade de ‘fazer a média’, de renovar e criar contatos e tudo mais.

Esses seres podem manifestar-se de várias formas. Tem sempre aquele cara que é superamigão do garçom e usa o coitado do funcionário do bar como um troféu para mostrar a sua relação com o bar e o quão à vontade com o bar está. Ele chega lá e, quando possível, já vai gritando para o bar todo ver que ele conhece todo mundo que trabalha lá. Ele [raramente ela] senta-se com pose de rei no lugar, pede ‘a de sempre’ e pede pros amigos se sentirem em casa também. Mas ele tá lá, na dele, com os amigos dele.

Pior é o que adora iniciar conversa com as mesas adjacentes: começa a conversar com qualquer pessoa por perto, fala bem alto pra todos ouvirem e fica olhando fixamente em nossos olhos esperando uma risada, uma resposta. O pior disso é que eles geralmente não estão sozinhos [via de regra estão constrangindo os amigos que estão na mesa] e não teriam algum motivo aparente para ficar conversando com os outros. São uns seres meio estranhos que a gente não entende porque eles agem assim, mas não tem muito pra onde correr. Só resta o método Sorria e Concorde® para dispersar esse ser muitas vezes inconveniente, isso quando alguém da nossa mesa não simpatiza com o cara e começa a puxar conversa, porque aí lascou.

Um ser social estranho, mas que existe, é aquele que começa a conversar com uma pessoa e, vendo que tem um amigo dessa pessoa desconhecido, começa a puxar conversa incessantemente pra forçar amizade. De vez em quando dá certo, a pessoa gosta da conversa, o amigo em comum vai embora e os dois viram super amigos em meia hora. Quando não dá certo, rapidamente a pessoa inventa alguma desculpa [banheiro, telefone chamando, hora de tomar o remédio controlado -isso não acontece, que pena-, etc.], porque ficar conversando com um alucinado desses supercarente de amizades nem sempre é uma experiência muito legal.

Há uns que vão pra balcão de bar sozinhos [até House já fez isso, mas de maneira diferente] e começam a puxar conversa com os outros. Eles, em alguns casos, começam fazendo comentários ao bartender/dono do bar [seres que sempre vão dar corda para não perder o cliente]. Muito provavelmente, em pouco tempo encontrarão uma pessoa com a mesma intenção e vão começar o bate-papo, tendo posteriormente a presença de mais novos-amigos e, no final da noite, vão sair como se fossem amigos há vários anos. Essa é a reunião de vários supercarentes [uma pessoa carente, acho eu, não chega ao cúmulo de ir a um bar sozinha procurar amigos desse jeito] que, sabe-se-lá-por que-diabos não têm amigos para acompanhar nessa ida ao bar.

Esses foram os tipos que me vieram à cabeça, se alguém tiver mais ideias…

Ugo.

Zeca Baleiro – O Coração do Homem Bomba Vol. 1&2 [ faltam só algumas semanas pro show dele por aqui, eba!]

6 pensamentos sobre “Supersocialização de barzinho.

  1. Nossa, mtoo bom. Eu sempre odiei gente assim. Galera que quer forçar a amizade de qualquer jeito. Eu gostaria de acrescentar [não é no meio do bar, mas eu gostaria so de destacar] galera que puxa assunto em fila de banco…isso é irritante demais^^

  2. Aff…
    Uma das vezes que fui ao BODE [imagino que você conheça] uma amiga levou uns amigos dela, mas tinha um que era “ESTRANHO.”No começo ele estava se comportando bem, mas depois que uma mulher entrou no bar, ele começo a chamar atenção. Ele assemelhou-se a uma primata ,praticamente .Começou a gritar no bar:- EU SOU O MAGNATA DAQUI.” e o pior não foi isso. O amigo dele ficou olhando essa tal mulher que entrou depois, aí ele fez assim: EITA, PARECE QUE NUNCA VIU “PEITO”.
    Só que ,eu sou muito chata e quando vejo que a pessoa quer aparecer, eu não dou asa a cobra e, então “fecho a cara”pra ver se ele se manca de que ta sendo ridículo, só que esse cidadão não entendeu o recado e decidiu brincar comigo. Fez assim:”WANESSINHA, SEU BRONZE VIU? TÁ IGUAL AO DE LUMA DE OLIVEIRA, NÉ “FULANO”[Falou o nome do garçom ]”.Isso bem alto! Depois disso eu fui pra casa. Eu não ia conseguir ficar o resto da noite com um sem noção querendo aparecer a todo custo.
    e outra, WANESSINHA? Não fazia nem 1 hora que soube da existência desse ser.

    Parece que essas pessoas não tem senso de ridículo. Ave!

  3. Como diria Freud: um bar, de vez, em quando, é apenas um bar. Na minha experiência de bar eu te digo: As vezes o pior chato é o pior chato.

  4. De bar em bar, à procura de Mr Goodbar, confesso que bebi. Lasca é quando mesmo sem querer o carente vira pararraio de chato. Triste sina.

  5. Como nao poderia faltar à tradiçao familiar, aqui estou eu…..e sim, confesso que também bebi…e vi muitos chatos e muita gente legal também. Mas o chato mais chato é o que acha que está abafando…..complexo de inferioridade, carência afetiva, solidao….sei nao…em qualquer desses casos nao ter simancol é um problema sério!
    Triste sina, como disse o teu progeni.
    😛

  6. Esse Ugo entende de bar que só o carai!… Pelas minhas contas ele deve ter… hum… 18 anos. Não tem como negar: é um portela legítimo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s